PÁGINAS INDEPENDENTES

30 de mar de 2012

EU, CURITIBANA

Sendo assim, posso dizer que sou curitibana e estou orgulhosa da cidade em que vivo, a qual abrigou minha história de vida adulta e é a terra dos meus filhos e de alguns dos meus netos.
Mas não nasci aqui...

Nasci em Campo Grande/MS e a lembrança mais significativa que tenho de períodos da infância é a Estação Ferroviária que, naquela época, era ponto de partida do trem de ferro (eu achava que era sempre o mesmo;-)) da Linha-Tronco - E. F. Noroeste do Brasil, que ligava os estados de Mato Grosso e São Paulo.

 Passei os últimos tempos da infância numa fazenda e foi bom.
 

Depois, moramos no Norte do Paraná e me tornei 
com muita honra
Há muito, estou aqui!
SOU CURITIBANA

27 de mar de 2012

ATRAVÉS DO TEMPO... DE 1997 A >>>>>>

Amigos, em sequência aos posts entitulados ATRAVÉS DO TEMPO... e,  sendo fiel ao compromisso que assumi comigo mesma, vou terminar aqui minha história de vida (inacabada...), esperando que faça a diferença na vida de algum webnavegante...
DIFÍCIL!
Doença.
Morte.
Limitação quase total.
Física, não mental...
Descobri que dependência dói.
Privacidade... dignidade...
Tudo acaba!
Descobri, neste ano que acabou:
Morrer não é o fim.
Viver pode ser...


DESESPERO
Força, fé, não me deixem!
O amor seja a força,
que ensina a mais amar.
Esperar. Crer.
Não fuja!
Não desista!
Lute!
Com amor.
Creia em você!
Forte!


 MOTIVAÇÃO


Theo e Tom


JasMine


 É preciso motivação.   
A casa não serviu..
Terapeutas também não..
Soam como obrigação.
Só animais, mas motivação.
Sair da cama de manhã
pra dar-lhes atenção.
Com eles aprendi
“pessoas com rodinhas”merecem confiança.
Amor e confiança.
Isto é motivação.
DESABAFO
Uma pessoa deficiente
Com cão e gato
Tão inconveniente!
Uma pessoa inválida
Quer ser decente
Tão inconveniente!
Quer arrumar, enfeitar, decorar, limpar.
Organizar, cuidar, hidratar, combinar, presentear.
Tão inconveniente!
Quer comemorar, editar, publicar, plantar.
Tão inconveniente!
Pessoas “especiais” independentes e decentes
são muito inconvenientes.
Deitar, dormir, parar, talvez eternamente.
Não incomodar, seria conveniente.
Esperem!
Eu estou esperando... sem desesperar!

CONFIANÇA
O corpo tem limitação
A cabeça, confusão
O corpo precisa restringir
A cabeça quer expandir
O corpo é egoísta
A cabeça altruísta

 Eu ganhei!

                                                                                 

25 de mar de 2012

O SORRISO

Sou noveleira, mas não "novelódrata"...

No último capítulo de FINA ESTAMPA, minha atenção foi atraída para o personagem Balthazar, um motorista violento e mal humorado que nunca sorria.
O Balthazar sorriu... um sorrisinho tímido, mas suficiente para iluminar aquele rosto sempre sisudo.

ASSIM, PUDE VER QUE UM SORRISO SEMPRE "ABRE AS PORTAS" E "GANHA NO FIM"...

O mais, não interessa muito...

23 de mar de 2012

O TAPETE DO OUTONO

Amigos, hoje homenageio o outono, contando um conto:


Ela percorria a pé o caminho do trabalho à casa, em todos os finais de tarde. Gostava daquelas caminhadas urbanas.
Numa daquelas tardes, ela caminhava cansada e desanimada, pensando nos dissabores que a açoitaram pela vida toda. Aquele desânimo estava prestes a se tornar ... cinzento demais... e a brisa fria a aborrecia, pois era prenúncio de uma noite gelada e solitária.
Alheia ao ruído produzido pelo movimento dos carros e ouvindo apenas o som dos próprios passos, ela seguia caminhando cabisbaixa e, de repente, o som dos seus passos ficou diferente. Então, ela fixou os olhos no chão e viu que pisava em folhas e flores... e, tendo a sensação de estar rodopiando sobre um tapete dourado, ela descobriu os encantos do outono.

21 de mar de 2012

ATRAVÉS DO TEMPO... DE 1986 A 1996

A separação doeu como um corte profundo. Mas, sangrou bastante e, talvez por isso mesmo, não infeccionou.
Ter começado a trabalhar ajudou muito... os colegas de trabalho me aceitaram bem e deram espaço para que crescesse, tanto pessoalmente quanto profissionalmente.

 Cursei Direito e o ambiente universitário me fez reecontrar a adolescente que estava escondida em mim...

Paralelamente, ser mãe continuava a ser uma condição agradável e desafiadora.

  Uma amiga inesquecível organizou a festa (em sua própria casa) e comemorei 40 anos com colegas da faculdade e outros amigos.
Então, meu mundo se ampliou. 

Ter me feito Bacharel em Direito foi uma alegria comparável apenas à de ser mãe.



...CONTINUA...



19 de mar de 2012

IMAGENS... PALAVRAS...

Acredito que imagens comunicam tanto quanto palavras.
Por isso, estou postando aqui, imagens que pretendem contar uma história de vida.
Algumas fotos tem uma espécie de legenda, outras não.
Espero que os visitantes consigam ler as imagens, pois é agora que vai começar a parte mais movimentada da história.

18 de mar de 2012

ATRAVÉS DE TEMPO... DE 1968 A 1986

Casar e ser mãe foi a realização de um sonho.
O "CORAÇÃO" sentadinho lá em baixo é o Rica e o "coraçãozinho" dentro da barriga é o Duda (eu em pé, no alto)

Sr. e Srª Rocha e os Silveira Rocha
Aniversário


 Momentos românticos e eróticos??? Houve...
Foram íntimos e as lembranças são pessoais.
                           
                             

15 de mar de 2012

DE OLHO

Acredito firmemente que este mundo, incluindo os animais, foi feito para os homens: “Deus os abençoou: Crescei e multiplicai-vos. Enchei a Terra e submetei-a. Dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra” (Gênesis I, 28 – BÍBLIA SAGRADA - destaque meu).

Cientificamente, é comprovado o fato de que toda a criação sofreu um processo de mudanças através dos milênios e, chegamos ao século XXI quando nossos antepassados já haviam domesticado os animais selvagens que eram domesticáveis. Não precisamos mais nos arriscar... Só precisamos procurar conhecer cada espécie com suas peculiaridades, para respeitá-las. Assim garantiremos, aos nossos descendentes, uma existência harmoniosa com os bichos, pois isto será parte do nosso legado para as futuras gerações.
Os dons de raciocinar e planejar e o direito de optar entre o Bem e o Mal é privilégio do ser humano.
Aos animais coube instinto e sentimentos (ou sensações?) e todos são “do Bem”.
Só temos que saber como “funciona” cada um deles... e para isso podemos raciocinar, além de observar.
E vamos ficar de olho nos bichos, pois eles estão de olho em nós há muito tempo!!!

10 de mar de 2012

LUNA - A LUZ DA LUA

Amigos, para se adotar um vira-lata é preciso ser gente “de raça”, pois bicho não é um objeto descartável.

Para exemplificar, vai o meu relato:

Há cinco anos adotei uma cadelinha SRD, cuja foto fora veiculada pela internet, através de uma protetora.
Eu fui a terceira adotante da cadelinha, que veio aos 4 meses... simplesmente devolviam-na...
Chamavam-na de LUNA... gostei do nome e assim continuou.
A Luna foi levada ao veterinário que atendia os meus pets, foi adestrada pela mesma comportamentalista dos meus pets e, assim, passou a ser parte da matilha aqui de casa e, inicialmente, dividia o ‘lá fora’ com o Leo (um boxer da cor de um leão).
Mas (sempre haverá um "mas"...), a cadelinha bonita, esperta e obediente  apresentou claros sintomas de displasia coxofemoral, coisa própria de cães de grande porte, apesar do seu porte médio.
Uma radiografia mostrou que o caso era grave... fez-se uma cirurgia, necessária mas um tanto drástica.
 Como consequência, a Luna ficou saltitante (raramente força a perna operada contra o chão) e, para fazer xixi e cocô demora pra ajeitar o corpo ... o esforço é grande, mas ela consegue.
A Luna lembra a raça Border Collie e tem pelos fartos concentrados na região do fêmur... Sendo assim, é comum ela molhar os pelos e eles se embaraçam causando desconforto.

Assim, optamos por uma tosa higiênica...
ficou esquisito, mas ela continua sendo a
‘minha linda’.

Ahhh! Sobre a minha matilha; o Leo é um cachorrão do bem, mas, como qualquer boxer, as brincadeiras desajeitadas e o corpo pesadão poderá machucá-la seriamente. Assim, a rotina mudou: a Luna passa os dias aqui
 dentro (aí ela é pequena como os lhasas Bidu e Dog) e as noites ‘lá fora’, aí ela é grande como o Leo, que é meu cão de guarda e não brinca em serviço;-)


E assim, temos aqui a ‘Dª Fada e seus três namorados platônicos’;-)

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: A LUNA FOI CASTRADA, ASSIM COMO TODOS OS PETS AQUI EM CASA.
CONTRA A DISPLASIA QUE AINDA TEM NA OUTRA COXA. TOMA UM REMÉDIO HOMEOPÁTICO E QUANDO EU A OBSERVO MUITO ‘SALTITANTE’, ELA SE SUBMETE ALEGRE E PACIENTE A ALGUMAS SESSÕES DE ACUPUNTURA.

E ASSIM, ASSIM estamos bem, pois a feminilidade, a garra e a resiliência dessa cadelinha são contagiantes e eu pretendo continuar "de olho" nela.

8 de mar de 2012

MULHER


Neste "DIA INTERNACIONAL DA MULHER" venho agradecer a todas as pessoas que conviveram comigo e, deixando um pedaço de si mesmas, fizeram de mim uma mulher inteira, forte e feminina.
Algumas lições foram de difícil aprendizado e machucaram bastante. Outras foram fáceis (como um espadrapo arrancado rapidamente...). E ainda, houveram as que demandaram muito cansaço.
Hoje, sou uma pessoa forjada no cadinho da vida...
Sou uma M U L H E R