PÁGINAS INDEPENDENTES

7 de set de 2017

O CAMINHO

INSPIREI-ME NO TEXTO ACIMA E ESCREVI O CONTO ABAIXO EM 2012. GOSTO DELE E AGORA FAÇO UMA REPOSTAGEM.

Clara era bem jovem e ainda não tivera tempo de conhecer-se.
Apaixonou-se e teve sua paixão correspondida pelo Nestor, que também era bem jovem. Um dia, veio o “diagnóstico” da VIDA, através de uma frase de Nestor:
-“Cada um de nós precisa de um tempo para si mesmo...”.
- Mas... mas... por que?... p’ra que??????
Clara ficou confusa e Nestor parecia firme e consciente, apesar da tristeza estampada em seu rosto.
-“Minha querida Clara! Você não vai me perder... você vai SE ganhar! Eu vou ME ganhar! Um dia voltaremos a nos encontrar por inteiro.”.
E saiu, limpando uma lágrima teimosa, que Clara não viu.
Clara ficou meio desesperada por um tempo, mas depois se conformou... pensou e repensou o assunto e, afinal, viu que Nestor tinha razão.

Cinco anos se passaram... Clara cultivou um jardim e cuidou dele... um dia estava regando as plantas e contemplando as flores, quando uma linda borboleta colorida veio pousar no seu ombro.
Olhou para o pequeno portão do jardim e viu um rosto sorridente estendo-lhe a mão... correu até o portão e segurou na mão que lhe era estendida.
E, de mãos dadas, Nestor e Clara caminharam, com passos firmes, pelas alamedas da VIDA.

Borboletas voavam
entre o céu e o caminho trilhado por Nestor e Clara....

9 comentários:

  1. Que lindo,Jan! E te inspiraste muito bem.O conto fluiu maravilhosamente! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Chica, a palavra é essa: FLUIU.
      Gosto demais do Quintana...

      BJK
      JAN

      Excluir
  2. Boa noite, querida JAN!
    Um texto verídico, certamente! Um passo dado com dor mas alcançado pelo amor...
    Seja sempre assim um final feliz pra cada história de amor...
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roselia!
      O texto é fictício... o único que escrevi. Talvez alguma 'projeção'...
      Mas eu gostaria que, na realidade, também houvesse "um final feliz pra cada história de amor...".

      BJK
      JAN

      Excluir
  3. Que bom que vc repostou, Jan. Na época não te conhecia. bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sérgio, repostei exatamente porque as pessoas que hoje vem aqui, não são as mesmas de quando postei.

      BJK
      JAN

      Excluir
  4. Boa noite, querida Jan
    Gostei imensamente da sua história.
    Um final feliz para Clara e Nestor.
    Um forte abraço e o meu carinho
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jan, lindo texto! É uma boa ideia a repostagem, eu conhecia poucas pessoas no início do blog! Mario Quintana é um inspirador de almas. Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Um pensamento perfeito de Quintana para sua bela construção de um caso de amor, que viveu a desconstrução para uma união sólida e perfeita.
    Show de historia Jan e grato por repostar e assim nos oferecer uma belo caso de amor.
    Gostei de ler.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE