PÁGINAS INDEPENDENTES

9 de mai de 2011

DIANTE DO PAREDÃO


A penumbra anuncia o final do dia e a aproximação da noite.
Ela repousa no sofá branco da grande sala ricamente decorada e, com os olhos fechados, sua cabeça sobrevoa a própria infância...

Uma menina caminha por entre árvores e flores sob o sol amarelo.
De repente, começa a chover e ela protege-se sob um guardachuva imaginário.
A menina caminha mais um pouco em direção ao seu lar – num castelo.
A menina olha pro alto e vê um lindo avião rosa... sereno... indo...
Havaí, Pequim ou Istambul.
A menina segue caminhando de bem com a vida e caminhando chega na grande parede.
A menina sabe que atrás da grande parede fica estacionada a nave do futuro, a qual ela nunca saberá pilotar.

Ela abre os olhos e depara com um rosto de menina triste, estampado numa aquarela ricamente emoldurada.
Então ela se torna criança outra vez... transpõe a grande parede e embarca na nave do futuro que ninguém sabe onde vai dar.

2 comentários:

  1. Brindemos a grande parede ao som da Aquarela para endossar seu belo conto e enfatizar a grande realidade que cedo ou tarde, nos deparamos. Que seja leve e com a realeza dos castelos.

    Beijos de cá!

    ResponderExcluir
  2. Oi Jan! Pode ter certeza que se eu tivesse te conhecido antes você teria sido citada no post, viu? Fiquei feliz com a tua visita,apareça quando quiser. Mais um bjo sua linda!

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE