PÁGINAS INDEPENDENTES

27 de out de 2012

A princípio eu não queria participar desta BC... mas a iniciativa foi do Christian, que eu percebo ser conhecedor do assunto e fiquei pensando demais na oportunidade que estaria perdendo, de interagir e aprender mais um pouco e com legitimidade moral...
 Então, lembrei-me de dois episódios, protagonizado por pessoas de três gerações da minha família: eu; um dos meus filho; e, o filho deste mesmo filho.

Diferentemente de mim, minha irmã sempre curtiu filmes “de terror”. Certa vez, veio (do interior) hospedar-se em minha casa (na capital) para assistir o filme “O Exorcista”. Chegou do cinema e, empolgada, me contou algumas cenas.

Um dos meus filhos (então com três anos) ficou prestando atenção na conversa...

Não dei muita importância e fomos dormir.

Lá pelas tantas o menino me chamou. Eu fui... e ele assustado:

“- Minha cama tá balançando...”.

Lembrei parte do relato... Falei que era impressão e deitei-me ao lado dele. Quando me pareceu que ele dormia, levantei e fui saindo. Quando dei alguns passos, escutei:

“- Mãe? Como será que a “impressão” balança a minha cama?”.

Voltei e... amanheci na cama dele.

 

Hoje penso que a “impressão” pode balançar camas, sim!


 
Passou-se muito tempo. Aquele “menino” é pai e o filho menor dele sempre foi muito apegado ao avô materno, já bem idoso.

O avô faleceu e o menino sempre pedia aos pais, para que o levassem à casa “da vó”. E o levavam sempre.

Até que um dia ele falou que não precisava ir mais. Perguntado qual o motivo, o menino respondeu, com “cara de paisagem”:

“- Não adianta, o vô já foi.”

“- Pois é...”

“- Ele foi hoje. Fez tchau pra mim e foi.”

“- GULP! Hoje? E onde ele tava?”

“- Na sala, claro!”

“- E por que você não falou nada?”

“- Ah não! Vocês iam dizer que eu sou louco!”

 

"Há mais coisas entre o Céu e a Terra do que sonha nossa vã Filosofia."

William Shakespeare

24 de out de 2012

EM TEMPO...

Nunca entendi direito o esquema de SELOS aqui na blogosfera. Sempre entendi que fosse apenas uma espécie de “mimo” e nunca me interessei...
Até que o parceiro Chris (Escritos Lisérgicos) me ofereceu um selo e resolvi começar a colecioná-los... simplesmente fui lá e, apressada, copiei a figura e colei no meu blog ;-)
Então, comecei a ver, com frequência, o mesmo SELO em outros blogs...
 
Voltei lá no Christian e percebi:
...“é um modo de demonstrar que a pessoa acompanha e considera algo de nossos escritos.”...
Aí eu gostei! Interação ;-)
Cada “doação” pode trazer, em si, alguns “desafios” e, assim, o selo passou a ter um sentido importante, pra mim.
 
Vamos lá:
 
Postar o selo e dizer quem o ofereceu.
 Postar sete coisas sobre mim.
1. Gosto muito de gente, animais e plantas... exatamente nesta ordem. Por gostar de gente, sou blogueira.
2. O meu “pavio” é bem comprido, mas tem fim e, quando chega ao final, não explode... simplesmente apaga.
3. Não sou otimista nem pessimista. Sou muito realista.
4. Computador: já significou, pra mim, apenas uma grande e sofisticada máquina de escrever. Hoje, vejo num computador conectado à Internet, uma forma muito especial de interação.
5. Vinício de Moraes tinha razão... BELEZA É FUNDAMENTAL, mas, o conceito de BELEZA é extremamente mutável..
 6. Minha musicalidade é quase nula. Em compensação, as letras da MPB sempre me fascinaram...
 7. Odeio quando alguém sente pena de mim. Pena é um sentimento até pejorativo e não leva a nada.
 
Presentear até quinze blogs com o selo.
 
1. Roda Viva
2. AH... SE EU FOSSE VOCÊ...
3. Respeite e Proteja os Animais
4. Divagar sobre tudo um pouco
5. Mery / Rio de Janeiro
6. Minha Forma de Expressão
7. Memórias de uma simples Maria
8. Fractais da Calu
9. My sweet House
10.          Let it Be
11.          Mattiva
12.          Meire Oliveira
13.                       Meu Cantinho no Japão
14.          Recanto do Sol
 
*Se o titular de algum destes blogs não quiser o selo, fique a vontade para não levar e nossa amizade será sempre a mesma.

Quanto a mim, estou indo criar mais uma PÁGINA INDEPENDENTE para SELOS.

21 de out de 2012

UM DIA ESPECIAL

Ontem fiz uma programação diferente.
Fui a um shopping, entrei numa joalheria e fiz uma coisa que eu nunca fizera na vida: comprei dois presentes para mim mesma ;-)


Um dos presentes representa um
antigo e ingênuo sonho de mãe...



Outro, é de uso diário e será de
grande utilidade.


Almocei por lá mesmo, 'paquerei' algumas vitrines e, já em casa, li os cumprimentos de amigas da blogosfera que me ajudaram a PARAR TUDO...
 
Alê
Parabénssssssssssssss!!!!
Saúde, paz e conquistas,
e bora comemorar muitooooooooo
bjkas Jan!!!

✿ chica
Parabéns pra ti e felicidades SEMPRE!! beijos,chica

Magda
Parabéns querida Jan!
Além da saúde que é primordial a todos nós, desejo ainda mais Luz, Amor, Harmonia e Sucesso...Sempre!
Que Deus a cubra de bençãos em cada momento de sua vida.
Bjs com carinho.
Magda

Daiana M.Fernandes
Parabéns! Parabéns! Parabéns!!!
É tão bom ter você na blogosfera, Jan. Poder vir aqui te visitar e te conhecer um pouquinho a cada dia. Parabéns pelo seu aniversário! Que Deus te abençoe sempre!

De presente lhe envio uma cesta através das estrelas. Uma cesta carregada de bons desejos.
Um forte abraço

Calu
Eheheheheba!!!
Viva o dia, via a vida que pulsa em ti amorosamente, Jan.Parabéns! Saúde e alegrias todos os dias.Muitas bençãos!
Receba meu abraço festivo.
Bjkas,
Calu

Sonia
Tenho cumprimentado meus amigos com o seguinte exercício:
Abraça tua cintura com teus braços,faz uma doce e suave pressão, diz um UUUPA bem grande e recebe meu abraço desejando muita saúde, paz,amor e dindim no bolso que não faz mal pra ninguém!
Abração!
Sonia

Ligéia
Jan, Parabéns, querida! Que a vida te seja sempre o mais belo que ela pode ser!
Um beijo!

Eu poderia te fazer um bolo de aniversário, mas o bombeiro está de folga hoje. ;)

Solange
PARABÉNS!!!
e conte pra nós como foi este dia tão mágico e especial...!!!
Deus te abençoe amiga!

Anna Monte Alegre
Parabéns!
Que Deus abencoe a sua vida!
Lhe desejo muitas felicidades!
bjss

Maria Rodrigues
Minha amiga muitos parabéns, que a vida lhe sorria sempre e lhe dê aquilo que desejar.
Beijinhos
Maria
TIVE UM DIA ESPECIALMENTE FELIZ.

14 de out de 2012

INTEIREZA



Houve uma fase da minha vida, em que quando eu via algum avião levantar voo, sentia vontade de ir... pra qualquer lugar bem distante... e rapidamente, como somente um "pássaro de aço" poderia me levar.
Eu rezava para "Que essa minha vontade de ir embora se transformasse na calma e na paz que eu mereço.".
"Escrevendo certo por linhas tortas" o Pai Criador atendeu minhas preces: permitiu que eu fosse...
Hoje, sou uma pessoa inteira, vivendo em calma e harmonia comigo mesma e com a Vida!
Hoje, "metade de mim é amor, e a outra metade... também"!



13 de out de 2012

UM CAVALO E UM SONHO REALIZADO

Dias atrás, assisti FLICKA 3 e uma “fala” do filme mexeu comigo...
“- Nunca vi um cavalo pedir para ser treinado.” Disse para si mesma a protagonista do filme, quando a égua Flicka  a “empurrou” para um obstáculo de salto.
Um episódio similar ocorreu quando, certo dia, ao chegar na área reservada à EQUOTERAPIA na Hípica Paranaense, o cavalo Bill estava amarrado à cerca e sozinho (faltavam alguns minutos pro meu horário).
Aproximei-me do animal e falei:
- Cadê todo mundo? Será que não vamos trabalhar hoje?
Para minha surpresa, o animal desmanchou (com a boca) o laço que o prendia à cerca e tentou pôr a rédea na minha mão. Minha cuidadora, rindo, pegou a rédea e o prendeu novamente.
No minuto seguinte, o Condutor e a Fisioterapeuta chegaram e fomos trabalhar.
Ah! O Condutor não viu a cena e não acreditou quando reportei o ocorrido... mas não importa, o que importa é eu ter vivido aquela experiência maravilhosa!!!!!

NOTAS:


1-Hoje, sinto ter parado de praticar Equoterapia, mas tenho guardadas lembranças maravilhosas das “cavalgadas” que vivenciei;-) e sinto em mim os benefícios físicos e psicológicos que a Equoterapia proporciona. E, juro, aproveitei bem cada momento da terapia.

2-Apeguei-me muito ao Bill: aquele cavalo foi um instrumento que Deus fez com que estivesse no lugar certo e na hora certa, para que eu pudesse realizar meu  sonho, até o momento em que Deus permitiu que o Bill, num acesso de mau humor e, através de uma violenta expressão corporal me "dissesse":
"- Basta!"

3-Eu gostaria de ter o Bill sempre ao meu dispor... mas cavalo não é Pet. É, sim, um animal doméstico dito De Fazenda e a realidade é que eu não tenho uma fazenda.
O sonho NÃO acabou!
Simplesmente, já o realizei.
Sinto apenas que, quando do "acidente", não pude abraçar o Bill e dizer bem baixinho:
OBRIGADA POR TUDO AMIGÃO!
NÃO FOI CULPA SUA...


9 de out de 2012

ONTEM... NO FACEBOOK

·         Eu pensava não vir aqui hoje (escassez de tempo), mas aconteceu algo digno de nota: meus cachorrinhos fixaram o olhar num ponto da paredinha que separa meu jardinzinho da varanda dos fundos e começaram a latir... Maria pensou ser algum bezouro fazendo "ssssss" e foi lá pegar o inseto... e constatou que havia faíscas elétricas originadas em um pequeno "curto" na iluminação daquele espaço.
Venho prestar homenagem e agradecer aos meus "amigos de estimação".
Parte superior do formulário


o     

    
          arte superior do formulário   
Gisa Bortolotto Linnndooooooss !!!! Esses amigos não tem preço !!!

Gisa Bortolotto Feliz é aquele que sabe dar valor a essa amizade :)

Fê Iasi você merece a companhia de cada um desses anjos minha amiga

Janice Jan Agora estão quietinhos aqui com cara de "missão cumprida".

Fê Iasi

Suely Cordeiro Distefano Oliveira Cada vez mais me reverencio a estes peludinhos!!!!

6 de out de 2012

DOIS MOMENTOS CRUCIAIS + UM GATO...

Lembrando fatos, repensei todo o benefício que os pets tem me trazido, nos momentos mais difíceis da minha vida, assim como no dia a dia.

Ocorreram dois episódios marcantes:
  
1- Quando da separação conjugal, eu recolhi toda a pouca autoestima que me restou e recomecei a vida, mas o processo da reconstrução do meu novo EU não foi fácil.
Meu filho mais novo contava 10 anos e foi presenteado, pelo pai, com um gato. O menino e eu cuidamos do gatinho, ao qual demos o nome de Theo e o qual foi o melhor presente que ter aparecido lá em casa, naquela ocasião.
À medida que o tempo passava eu acompanhava o crescimento do gatinho e, muitas vezes, a autoestima e atitudes independentes, assim como sua confiança em mim, mostraram-me como agir em várias situações cruciais.
Ao entardecer, eu costumava me debruçar na janela da pequena sala e chorar a falta daquele que não chegaria mais... o Theo sempre se punha ao meu lado naqueles momentos e olhava insistentemente para o grande jardim da pequena casa vizinha.
Certo dia, resolvi tirar os olhos do horizonte. Olhei para baixo e vi o que tanto atraia o gato: ali vivia uma galinha.


Por certo, foi inconscientemente que o Theo fez com que eu “caísse na real” e percebesse que eu era muito mais do que uma galinha ciscando sobras...
Toquei em frente, consegui crescer a meus próprios olhos, cursei a faculdade que eu me devia e assumi meu espaço no mundo.


2- Quase uma década depois, fiquei de cama e apenas "levantei" com a ajuda de uma fisioterapeuta e de uma cadeira de rodas. Meus filhos olhavam a cena com expressões preocupados, sem saber o que dizer ou fazer, assim como eu... 
O Theo passou por entre as pernas de todos, postou-se à minha frente e, num pulo, alcançou meu colo, fazendo-me sentir que eu ainda era e continuaria sendo a mesma. Aquele foi um autêntico "pulo do gato".

Hoje, quase 20 anos se passaram e, com a ajuda dos animais que Deus pôs na minha vida, sou uma idosa cadeirante que ainda sente gosto pela vida. Devo dizer que não foi e nem tem sido fácil. Sem AJUDA eu não conseguiria.

Porque o decurso do Tempo é inexorável, o Theo já morreu.
Mas viveu ao meu lado por 20 anos e deixou ótimas lembranças. 





1 de out de 2012

A SAGA DAS PRIMAVERAS

Hoje quero falar de um arbusto que dá uma flor chamada Buganville, mais comumente conhecida como Primavera.
Tenho duas Primaveras aqui em casa.
Adquiri uma muda da branca, que foi plantada na frente da casa. Deveria emoldurar a janela existente à direita da casa... e o fez com louvor;-)
Fê-lo tão bem que ganhei um quadro que fazia alusão ao meu gato na janela.
Algum tempo depois, a casa ganhou mais um piso e a 'primavera branca' sofreu um corte quase total... bem, eu já falei aqui e não quero me repetir http://janassim.blogspot.com.br/2011/09/primavera.html mas a vida não pára e a saga da 'branca' continuou.
Com galhardia e humildade, 'a branca' aceitou ajuda e voltou a florescer. Felizmente e graças a alguns cuidados preventivos, as pragas não voltaram a prejudicá-la.
Há poucas semanas, uma grande ventania foi-lhe até benéfica: derrubou as folhas mais antigas e novas folhinhas vieram à luz e ela está se embelezando outra vez.
 
 Eu falei em duas primaveras... Faz uns cinco anos que adquiri a "cor de maravilha" que é na verdade, um tom de rosa (meio vermelho, meio roxo). Encantei-me com uma muda já grande e com algumas florezinhas... comprei um vaso de concreto grande e, ainda na floricultura foi feito o plantio... a 'maravilha' chegou num furgão e foi colocada encostada no muro dos fundos... olhei pra ela e fiquei meio desanimada:

                        Assim, mesmo sem esperar muito, a nova muda recebeu todos os cuidados necessários e hoje a 'maravilha' é a principal star do meu cantinho verde.
 
SE UMA SIMPLES PLANTA TEM TAL CAPACIDADE DE RESILIÊNCIA, EU, SENDO UMA FILHA DE DEUS, DEVO BUSCAR MINHA CAPACIDADE LÁ NO FUNDO DE MIM E FLORESCER ENQUANTO ESTIVER VIVA.