PÁGINAS INDEPENDENTES

3 de ago de 2011

AMIZADE VIRTUAL

O poema abaixo é de autoria da minha grrande amiga Tere (Teresina de Costa).




Como é bom saber que tenho,
na engrenagem deste engenho,
um AMIGO pra acessar...
Ele abre uma janela
quando, através da tela,
vem comigo conversar!

Não pergunta a minha idade,
o endereço ou a cidade,
nem o meu saldo bancário.
Se contenta em ser AMIGO,
em estar sempre comigo
num contato solidário.

Ele conta seus segredo,
eu lhe falo dos meus medos
na telinha confidente...
E a longa noite escura
se ilumina de ternura
no exercício de ser gente.

A Internet propicia
um encontro que inicia
lá no espaço sideral.
Ele é parte de um programa
do meu micro, e se chama:
AMIZADE VIRTUAL.

8 comentários:

  1. Que lindo, Jan!
    Sabe que tenho amigos virtuais que me são tão ou mais preciosos que alguns amigos do meu convívio diário....
    aqui somos todos tão iguais... acho que até mais verdadeiros em certos momentos...

    Dou muito valor a essa amizade, e minha vida nem seria mais a mesma sem alguns queridinhos desse mundo que levo no peito!

    Um beijo, minha querida Jan!

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo, Jan!

    Parabéns para a Tere! :)

    Essa blogosfera nos permite mesmo conhecer pessoas da melhor qualidade.
    Amo isso aqui!

    Obrigada por compartilhar esse poema com a gente.

    Abraço fra[terno] pra você,

    Cid@

    ResponderExcluir
  3. Eu valorizo um monte meus amigos virtuais, até porque hoje em dia é bem fácil passar do virtual pro real.
    Como a Sam, tenho algumas pessoas preciosas no mundo virtual, mais ainda que no real, por estarmos mais expostos no espaco cibernético e nos facilitarmos a comunicação diária, até, em alguns casos.
    Lindo o post, minha amiga!

    ResponderExcluir
  4. SAM, CIDA, CRIS

    VOCÊS ILUSTRAM BEM ESSE POEMA.
    BLOGAR É UMA FESTA, NÉ? UMA FESTA NA QUAL APARECEM PESSOAS INTERESSANTÍSSIMAS...

    BEIJOS

    JAN

    ResponderExcluir
  5. Que doçura, Jam,
    parece uma cantiga de roda daquelas que gostávamos mais em nossas brincadeiras. Tua amiga tem razão e inspiração em cada verso escrito.
    Muitos bjinhos,
    Calu

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jan
    Esse telinha é mesmo mágica. Nos dá de presente um milhão de amigos, que trocam, presenteiam, se amam, dão seus ombros, afagem e um montão de coisas que muitas vezes, o real não nos concede. Lindo poema, minha amiga Jan. Um ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  7. Jan, muito lindo esse poema da sua amiga que traduz esse sentimento tão bonito que brota em nosso coração por uma pessoa que nunca vimos na nossa vida, mas que em suas palavras derramam sua alma!
    Encontrei muita gente boa nessa blogosfera, um bom exemplo é essa loirinha linda aí em cima; A Lena, que se tornou uma irmã de coração!
    :)

    bjokitas em seu coração!!!

    ResponderExcluir
  8. CALU, LENA, MEIRE
    GOSTEI DESSE POEMA QUE PARECE CANTIGA DE RODA E FICO FELIZ EM PARTICIPAR DESTA RODA (BLOGOSFERA).
    A TERE DEVE ESTAR GOSTANDO DOS COMENTÁRIOS TAMBÉM.

    ABRAÇOS

    JAN

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE