PÁGINAS INDEPENDENTES

5 de jan de 2012

OS ANIMAIS E EU

BARONESA
Pouco tempo antes do meu nascimento, minha mãe foi presenteada com uma fêmea de grande porte, mestiça de Pastor Alemão. Ter convivido com aquela cadela semeou em mim simpatia e respeito pelos bichos.
Um dia a Baronesa teve filhotes... e eram tão bonitinhos! À medida que os filhotes cresciam, Baronesa foi se ocupando menos deles, até que eles se foram e a cadela não demonstrou tristeza. A “semente” estava lançada...
Baronesa viveu até seus 12 anos. Ver seu corpanzil sem vida sendo levado foi minha primeira oportunidade de lidar com a sensação de perda.
Graças aos exemplos da Baronesa, hoje posso ver que nossos filhos são capazes de viver suas próprias vidas e também que, perdas doem e podem trazer lágrimas mas não devem gerar desespero nem pânico.
Acredito que aquela cadela tenha sido posta por Deus ao meu lado para que eu observasse algumas de suas atitudes básicas diante da vida.


2 comentários:

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE