PÁGINAS INDEPENDENTES

23 de mar de 2012

O TAPETE DO OUTONO

Amigos, hoje homenageio o outono, contando um conto:


Ela percorria a pé o caminho do trabalho à casa, em todos os finais de tarde. Gostava daquelas caminhadas urbanas.
Numa daquelas tardes, ela caminhava cansada e desanimada, pensando nos dissabores que a açoitaram pela vida toda. Aquele desânimo estava prestes a se tornar ... cinzento demais... e a brisa fria a aborrecia, pois era prenúncio de uma noite gelada e solitária.
Alheia ao ruído produzido pelo movimento dos carros e ouvindo apenas o som dos próprios passos, ela seguia caminhando cabisbaixa e, de repente, o som dos seus passos ficou diferente. Então, ela fixou os olhos no chão e viu que pisava em folhas e flores... e, tendo a sensação de estar rodopiando sobre um tapete dourado, ela descobriu os encantos do outono.

9 comentários:

  1. Abençoadas surpresas essas, que nos abrem um sorriso em meio à rotina.

    Fiquei com água na boca pra esse cafézinho com bolo,hummmm!
    Bjos, Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Calu, imagine como deve ser bom um cafezinho com bolo no friozinho de outono, batendo papo com vc...hummmmm!

      Tenha um bom fim de semana!
      Bj Jan

      Excluir
  2. Gostei imenso do seu conto. Outono e inverno é minha estação preferida. O que mais me encanta é esse tapete que as folhas deixa. Lindo mesmo.
    Adorei sua presença.

    Beijos e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode pisar a vontade... o outono é nosso, com folhas caindo e tudo de bom!

      Bj Jan

      Excluir
  3. Respostas
    1. Ah! Como somos globais, hein?!;-)))))))))

      Bj Jan

      Excluir
  4. Jan,

    Eu sou apaixonada pelo outono,
    Seus tons,
    Seus cheiros,

    E as lembranças que eles trazem,


    Bjkassssssssss

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Ele está aqui em Curitiba ;-)

      Bj Jan

      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE