PÁGINAS INDEPENDENTES

20 de nov de 2013

DOCES LEMBRANÇAS NUMA LATINHA DE REFRIGERANTE

Ontem fui ao supermercado e fiz um lanche por lá mesmo. Saí totalmente “da linha” (comi frituras e tomei refri além de gastar muito além do pretendido...).
Mas já me perdoei, pois recebi um estimulozinho..!!!
O Google diz que 
Música Popular Brasileira (mais conhecida como MPB) é um gênero musical brasileiro. A MPB surgiu a partir de 1966, com a segunda geração da Bossa Nova. Na prática, a sigla MPB anunciou uma fusão de dois movimentos musicais até então divergentes, a Bossa Nova e o engajamento folclórico dos Centros Populares de Cultura da União Nacional dos Estudantes, os primeiros defendendo a sofisticação musical e os segundos, a fidelidade à música de raiz brasileira. Seus propósitos se misturaram e, com o golpe de 1964, os dois movimentos se tornaram uma frente ampla cultural contra o regime militar, adotando a sigla MPB na sua bandeira de luta.
Depois, a MPB passou abranger outras misturas de ritmos como a do rock, soul e o samba, dando origem a um estilo conhecido como samba-rock, a do música pop e do Samba, tendo como artistas famosos Gilberto Gil, Chico Buarque e outros.”
Embora eu não tenha sido “rebelde", a MPB me traz as melhores lembranças da adolescência. Encantavam-me as letras... elas falavam comigo e ainda falam. Certamente foi daí que me veio o gosto pela Literatura... As letras da MPB sempre tinham um duplo sentido, mas eu era excessivamente emocional e nunca percebi o lado político...
Mais eis que

 
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...


22 comentários:

  1. Uma latinha e voaste na imaginação.Lindo te ler e sair da rotina faz bem,né? beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, Chica ;-)
      Uma latinha me remeteu a boas lembranças... na verdade, foi a inscrição na latinha!

      Abração
      Jan

      Excluir
  2. Jan:
    Eu fui uma adolescente rebelde, sem causa, rsrsrsrs.
    Curti muito essa fase e aproveitei tudo o que tinha direito.
    E a MPB fez parte do meu repertório musical.
    Aliás sinto muita falta das boas bandas da década de 80.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silvana!
      Pois eu curti bem pouco essa fase... coitada de mim!!! rsrsrsrs.

      Abração
      Jan

      Excluir
  3. Me lembro bem daquela época
    Me bateu uma saudade enorme, Jan
    Um beijinho carinhoso para tí
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Verena!
      Ainda temos a MPB!

      Abração
      Jan

      Excluir
  4. Também fui rebelde, engajada!Acreditava poder mudar o mundo, doce ilusão!
    Caminhando e cantando e seguindo a canção...
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sonia!
      Eu fiquei "vendo a banda passar...";-) ...

      Abração
      Jan

      Excluir
  5. Adoro MPB e o trecho da musica que postou é uma das minhas preferidas.
    De em qdo é bom sair da linha rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jan!

    Você me fez lembrar da disputa entre "Iêiêiê e Larilarai", de que eu tano ouvia falar em minha infância roceira.
    Claro que na zona rural, todos eram adeptos do "Larilarai" por retratar melhor a sua realidade caipira, todavia aos poucos, vertentes da MPB foram sendo acrescentadas à moda de viola.

    Um abraço brejeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristina! Gostei do "abraço brejeiro"... ;-)
      Acabei a infância e vivi a adolescência no norte do Paraná (eu e a cidade tínhamos a mesma idade).
      Moro em Curitiba, mas a terra vermelha tingiu minha alma, assim como a MPB inundou meu coração e fez com que minha cabeça ficasse romântica.

      Abração
      Jan

      Excluir
  7. A roda viva é tudo de bom, né Patrícia?!
    É bom mesmo quando se sai da linha...;-)

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  8. Olá Jan, que bom ter você de volta comentando no meu espaço, fico muito feliz com isso. Sei que as vezes não consigo agradar a todos. Nem Jesus, o mais Santo dos homens conseguiu. Com referencia a musica, MPB, verdade, ela passou e continua passando por reformulações incríveis. Outra verdade também, antes os artistas não tinha a tecnologia de hoje. Nos dias atuais qualquer (joão ninguém) grava uma musica mesmo não cantando porcaria nenhuma.

    Obrigado

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Araújo!
      Sabe, uma eu disse pro meu filho:
      -"Se vc não tem nada útil a dizer, não diga nada." e, desde então, tenho seguido meu próprio conselho... ;-)

      Antigamente, era necessário parar e prestar atenção na letra da música... hoje é necessário fazer barulho e dançar, sem pensar muito... são mudanças!

      Abração
      Jan

      Excluir
  9. Olá Jan
    Também não fui rebelde, mas realmente as letras das musicas desta época eram lindas e estimulantes, apesar de terem o duplo sentido,como você bem escreveu, que percebemos somente hoje.
    Já não se faz mais musicas como antigamente...rs
    Adorei esta sua saída da linha, tudo por uma boa causa.
    Obrigada por sua linda visita, adorei muito.
    O nome Luna é obra da filhinha, é o nome de sua personagem preferida em "Harry Potter" - Fiquei curiosa para conhecer sua Luna.
    Beijinhos e...
    Até mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Verinha!
      Como diz o Araújo em seu comentário aqui, nos primeiros lançamentos da MPB não se tinha os recursos atuais e o "forte" eram as letras... tudo ligado ao momento político brasileiro (e mundial), as letras eram cativantes.
      Eu digo que não se fazem mais LETRAS de música como antigamente...

      Quando adotei a Luna, achei que o nome combina com ela e é fácil de pronunciar... assim, deixei ficar.
      Não fique curiosa... veja a Luna em http://janassim.blogspot.com.br/2011/06/cade-meu-tapete-vermelhopor-luna.html

      Abração
      Jan

      Excluir
  10. Por vezes pequenas coisas, como essa latinha de refrigerante, nos fazem divagar ao mundo das nossas recordações.
    Bom restinho de domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então, Maria, foi exatamente a latinha que me trouxe lembranças e me impulsionou a postá-las.

      Abração!
      Jan

      Excluir
  11. Oi Jan,

    amo MPB, tem três rádios em BH que tocam muitas músicas da época e
    sempre as escuto, principalmente quando estou na piscina.

    Bejim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Meire!
      À beira da piscina, é ótimo ouvir MPB... já fiz isso.
      É o tipo de música que NÃO serve pra fazer faxina... já tentei rsrs
      ;-)

      Abração
      Jan






















      Excluir
  12. Ta ai um estilo que eu ñ escutei mto e passei a escutar de um tempo para ca. :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiano!
      As letras de MPB "falam" conosco...

      Abração
      Jan

      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE