PÁGINAS INDEPENDENTES

23 de abr de 2012

Amigos, hoje vim fazer uma auto correção, pois já publiquei que 'preconceito é genético'...
Mas, postei aqui um relato que mereceu um comentário do meu amigo Christian V. Louis (do blog http://escritoslisergicos.blogspot.com.br/):
“Este episódio fez lembrar uma prima minha de seis anos que há pouco tempo falou algo que chamou a atenção. Estava passando uma matéria sobre atletas em cadeiras de rodas e ela disse pra minha tia: "Mãe, eu quero uma dessas também!"
O sermão foi sinistro, como se aquilo fosse algo de outro mundo. É por aí que enraízam-se os pré-conceitos sobre diversas coisas e que as crianças, infelizmente, acabam aprendendo.
É muito chato ter que ficar explicando as coisas para seres adultos morbidamente curiosos, percebi isto quando tive uma entorse no tornozelo e fui obrigado a andar de robofoot, pessoas no colégio me olhavam como um alienígena e o interrogatório era infinito. Eu só não tenho essa paciência sua de ficar me explicando não.
Boa semana Jan.”

O comentário me fez repensar... então conclui que preconceito é ENSINADO pelos pais... crianças nascem livres de qualquer preconceito.

12 comentários:

  1. Tbém tenho esta mesma crença, Jan. São os adultos de mente regada a históricos preconceitos que infiltram absurdos nas mentes infantis.
    Uma ótima semana.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preconceito e coisa da cabeça, e não do coraçãao, né Calu?;-)

      Beijão
      Jan

      Excluir
  2. Você não é a unica em publicar comentários do Christian, ele é Muuuuito inteligente.
    Infelizmente o preconceito é ensinado pelos pais e enraizado na escola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Nathy, e muito convincente também;-)
      Eu achava que preconceito era tudo que vc falou e ainda genético...

      Abração
      Jan

      Excluir
  3. Crescemos ouvindo cada coisa, e pior, tantas vezes, fortificamos isso, com pensamentos, atos e comentários absurdos,

    Deus que nos perdoe, e noa abra a cabeça para pararmos com esses preconceitos,


    *desculpa a demora,



    bjkassssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... Ouvimos cada coisa!
      Deus ajude...
      Amém!!!!!

      Abração
      Jan

      Excluir
  4. Olá JAN,

    Também penso assim. O preconceito é ensinado através das atitudes irracionais e
    impensadas dos adultos. As crianças apenas assimilam e crescem com este mal aprendizado enraizado em suas mentes.

    Um lindo dia para você.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Vera... assim, assim... mas vou continuar "lutando".

      Abração
      Jan

      Excluir
  5. Jan,


    Passando pra deixar um beijo doce!

    ResponderExcluir
  6. Jan, não sei se foi minha ausência da blogosfera pela gripe monstra que tive ou se o Blogger novamente não está atualizando meu painel, pois vejo que perdi muitas de suas postagens.
    Realmente, eu tenho esta teoria porque é o que observo. Preconceito passa de pai para filho, porém, não de modo genético. São falta de valores, ignorância, tudo misturado e que torna esse mundo intolerante como está.
    Eu francamente não tenho o menor saco de ficar explicando coisas para pessoas que só tem curiosidade mórbida, virei atração turística no colégio com meu robofoot... Até de professoras!
    E muito obrigado por destacar meu comentário, fico muito honrado que ele tenha lhe acrescentado em algo.
    Eu também tenho este hábito de destacar alguns comentários de parceiros que me fazem refletir e neles, trabalhar em posts, pois nem todos os que comentam em blogues, lêem os comentários. Eu quando pego para comentar em um blogue, não leio somente o post, mas leio tudo! E, com isto, surgem inspirações para novos posts, novas visões. Esta é a parte mais importante da blogosfera e que poucos exploram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também "viajo" pelos blogs que visito... aprendemos tanto, né?;-)

      Sobre preconceito é herança cultural e não genética... vc me fez repensar o assunto.
      Porém, não creio que a curiosidade dos adultos não é "mórbida"... é natural, mas é mau conduzida. As crianças também tem curiosidade, mas perguntam de maneira... digamos inocente e não questionam a resposta.
      O que aconteceu com vc, na escola, foi buling... mas passou e vc está aí firme,forte e inteligente, doando novos conceitos à Blogosfera;-)

      abç Jan

      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE