PÁGINAS INDEPENDENTES

24 de ago de 2012

A HISTÓRIA DA JANELA



Alguns detalhes da minha casa retratam emoções importantes que vivi.



Hoje vou falar de uma janela que se abre da minha cozinha para a copa/varanda e a cada dia deixa entrar um pedacinho de vida na minha alma.
A personagem principal é uma grande amiga (já falecida), cujo nome aqui será Cherry.
Vou narrar-lhes a história da janela.
Na casa da Cherry havia um janela lindíssima, que se abria da cozinha para a copa. Aquela janela fora comprada numa demolição e restaurada e sobre o parapeito da janela havia um galo (artesanato????) perfeito e em tamanho natural. Sempre achei aquilo tão rural... tão charmoso em contraste com uma cozinha tão urbana! Quando fui atingida pela doença neurológica, Cherry foi me visitar e conversamos sobre a necessidade de construir esta casa. Ela falou que tinha mais uma janela de demolição pra mim... ;-) Na planta desta casa, foi assinalada a abertura para aquela janela e eu fiquei mais animada... no momento certo, eu só teria que mandar o arquiteto lá na casa dela, para que se decidisse sobre a restauração.Mas... Cherry ficou doente (muito doente mesmo!), antes que chegasse o momento certo. Então, percebi que aquele seria o momento certo para abrir mão da restauração e comprei uma janela nova.
Depois disso, nunca mais pude conversar com Cherry...
Da cozinha pra copa
Da copa pra cozinha
Cherry se foi e deixou um vazio em mim... 
Um buraco bem maior do que aquele que foi possível fechar com uma janela.




15 comentários:

  1. Embora tenha ficado o vazio no coração,a janela substituída sempre será o símbolo desta bela amizade que vcs puderam desfrutar, mesmo que por pouco tempo.
    È triste perder quem amamos.
    Bjos, Jan.
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Calu, realmente, foi uma amizade muito feliz.
      E foi triste perdê-la.
      Mas, a saudade se transformou numa lembrança boa e a janela tornou-se mesmo um símbolo pra mim.

      Abç Jan

      Excluir
  2. Jan, minha flor de delicadeza
    Pela maneira com que você escreveu tenho certeza que além desse vazio sua amiga deixou muita doçura.

    Hoje além de vir aqui para me encantar com suas lindas postagens, vim agradecer-lhe pela presença e pelo carinho no Roda Viva. E por aquele abraço que você me deu do qual eu não esqueço, foi acolhedor e confortante. Mesmo de longe senti aqui.
    Hoje o Roda Viva completa 1 ano e um dos grandes presentes que ganhei com ele é poder vir aqui no Assim, Assim recebendo esse lindo convite de sentar e conversar com você tomando café e comendo bolo (se for de milho, adoro!).

    Um terno abraço

    ResponderExcluir
  3. Oi Daiana
    A ternura do seu comentário me envolveu aqui;-) fiquei feliz!
    Parabéns pelo aniversário do Roda Viva!
    Ontem andei por aí e o vi de 'roupinha nova'... e vamos fazer festa!!!!

    Abç Jan

    ResponderExcluir
  4. Oi Jan, vim agradecer tua visitinha tão gentil lá no Sweet e também pra te conhecer.

    Que história bonita e comovente... Ainda bem que as janelas existem porque através delas a luz entra, aquece e aproxima, bem como esta janela, deste computador onde converso contigo.

    Se gosta de berinjela, volta lá que logo mais eu posto as que fiz pro jantar. ficaram muito boas rs!
    beijos querida e fica com Deus!

    Vou te linkar no Sweet :D

    Boa noite!
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu
      Gosto de janelas... de repente, descobri de onde vem esse 'gostar';-)

      Agora, vou lá "buscar" a receita de beringela.

      Abração
      Jan

      Excluir
  5. Que lindo Jan... lindo e triste, tbm tenho um vazio assim, de uma grande amiga irmã que se foi e nem pude dizer adeus, as unicas coisas que tenho dela, está em meu coração, as memorias são nosso tesouro e isso vc tbm tem.
    Obrigada pelo carinho o Rock já está otimo e eu feliz da vida, obrigada pelo carinho Flor... um beijo nesse coração cheio de luz... ♥

    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jane, quando tudo aconteceu foi muito triste mesmo!
      Mas "aprendi... a ver a morte sem chorar".
      O vazio foi preenchido pelo amor incondicional dos pets.
      Se os humanos soubessem quanto a companhia dos animais é importante, não haveria tantos cães e gatos perambulando sem rumo.

      Abração
      Jan

      Excluir
  6. Querida Jan!
    Como você é especial, como você é doce minha querida amiga.
    As pessoas vem e vão em nossa vida, somos como uma estação na qual descem e sobem pessoas, pessoas vem e vão.
    E que bom que amamos e que somos capazes de sentir saudades, sinal que amamos...beijinhos doce amiga em seu doce coração sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Teresa.
      "Doce"? Eu? É que vc nunca me viu "soltar fogo pelas ventas" ;-))

      Pela minha "estação" já rolou muito passageiro... isto vai aparando as arestas que temos;-)

      Abração
      Jan

      Excluir
  7. Minha querida Jan,

    Uma janela para o infinito,uma janela para a lembrança, uma janela para o sonho... assim eu vejo a sua janela que sempre será uma ponte entre você e a sua amiga, que não partiu, vive em seu coração e em sua mente.

    Já perdi uma amiga e sei como é difícil, parece que não vamos sobreviver, mas um dia a gente se percebe recordando de uma maneira gostosa das nossas conversas, de nossos momentos, de tudo o que representou esta amizade em nossas vidas.E sua janela deve te trazer tudo isto de volta, não é mesmo?

    Bjssssss e muita ternura da amiga,
    Leninha

    ResponderExcluir
  8. Oi Leninha
    Um marco na minha vida.
    Agora estou na fase da lembrança boa.
    Obrigada pelo seu comentário.

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  9. É muito forte perder amigos sem poder nos despedir. Passei por uma experiência parecida, onde apenas uma placa avisando que o colégio estava fechado por luto e uma menina que mal falava comigo relatou a tragédia acontecida com meu amigo. Foi como se o chão abrisse aos meus pés naquele momento, mal podia ouvir o que ela falava além de "morte", "acidente" e o seu nome... Foi um choque.
    Quanto a Cherry, pode ser que através das boas lembranças que mantém, ela, por vezes, pode lhe observar através da janela.
    Tudo é possível no mundo espiritual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Christian, sei que "tudo é possível no mundo espiritual.".
      Mas... demorou pra "cair a ficha";-)

      Por incrível que pareça, a limitação física me ajudou... a parar e pensar.

      Abração
      Jan

      Excluir
  10. Jan:
    Quanta delicadeza e doçura.
    Fiquei emocionada com sua descrição, como VOCÊ enxerga as amizades, o mundo, as pessoas, enfim todas as coias através da sua janela emocional.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE