PÁGINAS INDEPENDENTES

11 de ago de 2012

GRANDE E BONZINHO


O Pai do Céu dá a vida e o pai na terra semeia a mesma vida... e torna-se responsável por ela.
Assim, lembro-me do meu pai... o semeador responsável pela minha vida... aquele homem grande e bonzinho, MEU HERÓI, MEU BANDIDO- assim diz a música e a frase abrange tudo que a figura de um pai é... ou, como no caso do meu pai... foi.
As pessoas que amamos não morrem. 
Elas apenas se vão antes de nós.

E deixam boas lembranças, como segurar na mão daquele homem grande e bonzinho, sempre presente.
E, posso dizer com segurança, o que li no livro  “Feliz Ano Velho”, de Marcelo Rubens Paiva: 



NÃO TIVE UM BERÇO DE OURO, MAS TIVE UM BERÇO.

4 comentários:

  1. Amém!

    Nenhum berço de ouro substitui carinho e cuidado


    bjka

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que bom que você veio e gostou, Alê!

      Abç Jan

      Excluir
  2. Ai, Jan sempre me emociono quando chega essa data. Dia dos pais para mim é cheio de saudade e poucas palavras...

    Lindo post!
    Desejo-lhe uma semana iluminada
    Um terno abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daiana!!!
      Que bom que o post agradou!
      É a 1ª vez que me manifesto sobre meu pai... é que a dor da perda já se transformou numa lembrança boa...

      Abração
      Jan

      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE