PÁGINAS INDEPENDENTES

16 de nov de 2012

SEGUNDA EDIÇÃO

(A postagem abaixo é a reedição conjunta de duas postagens de junho de 2011 e conta como aconteceu o quê???? comigo)
Informação da Wikipedia

"Personagens fictícios criados por Disney e apresentados ao público com aparência de simpáticos esquilos.
Tico: Irmão de Teco, é o mais inteligente dos dois...
Teco: Irmão de Tico é meio tolo, mas quando se trata de salvar a vida faz o impossível virar real...".
 Fiz uma adaptação dessa informação para o meu caso neurológico: Ticos são os neurônios responsáveis pela minha movimentação intelectual e mental e são irmãos dos Tecos, os neurônios responsáveis pela minha movimentação corporal. 

E, a partir do perfil desses personagens fictícios, escrevi um conto:

A SAGA DE TICOS E TECOS


 
A família do "SEU" TITECO era numerosíssima...

Tico João; Tico José; Tico Miguel; Tico Gabriel... eram tantos Ticos...; e, outros tantos Tecos.
“SEU” TITECO fez com se dessem as mãos aos pares e vivessem sempre assim, pois viu que se completavam.
Tico João e Teco João seguiam pela vida, de mãos dadas “puxando o bloco” de Ticos e Tecos. Eles brincavam, pulavam, trabalhavam, sonhavam, apaixonavam-se, enfim, seguiam confiantes por um mundo colorido, pois contavam uns com os outros.
Certo dia, um monstro surgiu naquele mundo colorido.
Era um monstro feio e mau que emitia urros tenebrosos...
Ticos e Tecos levaram um susto tão grande que se perderam uns dos outros... e aquele mundo, que era colorido, ficou cinzento.
Quando o monstro feriu “SEU" TITECO e foi embora, as cores foram voltando tímidas e pálidas àquele mundo, onde Ticos e Tecos nunca mais conseguiram dar-se as mãos.
Rosinha acordou assustada, lembrando-se daquele sonho ruim:

_Será que Ticos e Tecos vão se dar as mãos novamente????
_Será que o monstro vai voltar????
Será que “SEU" TITECO vai se recuperar????


13 comentários:

  1. Bom dia JAN,
    vim ver como está tudo por aqui. E em vez da turminha canina encontro a turminha tico e teco.
    Xiii, convém mesmo, esses dois hemisférios darem as mãos e se ajudarem, porque quando a gente deixa tudo por conta do emocional mais facilmente se assusta com o "monstro". E olhe que existe uma conspiração oculta para subjugar todo o mundo ao medo.
    Equilibrando o emocional com o racional, não há medo que nos pegue. Ficamos todos corajosos e conscientes que monstros são coisa de história infantil.
    Beijo no seu coração. Sábado luminoso para você.
    Rute

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rute, meu sábado foi tão bom e proveitoso, que só agora pude me conectar com a blogosfera...;-)

      Abração
      Jan

      Excluir
  2. Adorei o texto, isto é que eu chamo de fazer uma limonada de um limão. É claro que Ticos e Tecos vão se unir novamente e estarão fortalecidos se o monstro voltar e, com tudo isto Seu Titeco vao se recuperar.
    Grande abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sonia, sim, são TicoS e TecoS (no plural), pois eu me nego a ter só um de cada...
      E, apesar de tudo, sou uma pessoa inteira.
      Obrigada!

      Abração
      Jan

      Excluir
  3. Não há como evitar os por quês depois dum ataque do monstro malvado, porém, reforçar os portantos;e vc assim o fez, Jan.
    Bjos e bom feriado.
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Calu, graças a Deus consigo "reforçar os portantos".
      Só parei de perguntar por quê depois que uma pessoa foi bem taxativa, me fazendo lembrar de um grande "por quê"
      dito de uma cruz e não teve resposta:
      "-Pai! Por que me abandonaste?"

      Abração

      Excluir
  4. Muito boa a sua abordagem, você escreve bem e define as coisas reais com alusões da ficção de modo ímpar.
    Eu acredito que tudo seja possível para aquele que tem fé, que crê. Acredito porque eu ouvi relatos, há pouco tempo, de uma conhecida nossa da Igreja Adventista que dá estudos bíblicos a domicílio, estava fazendo isto para uma cadeirante (não sei qual é o problema, se físico ou neurológico) e, só de estudar, a fé daquela senhora é impressionante, já está dando os primeiros passos, cambaleando, com dificuldade, mas está... Eu acredito no poder da fé, da mente, do cosmos, de Deus, do que quiserem chamar esta força.
    Quem perguntou ao Pai por que o abandonou, naquele momento se sentiu só, mas rapidamente percebeu que não estava.
    E, de qualquer forma, como você disse, você está inteira e se valoriza, isto é o que importa. Apenas não alimentemos os monstros... Li que teve um sábado ótimo, devemos saber como lidar com os ataques dos monstros, e cada um sabe o tamanho do monstro que tem, não cabe a ninguém opinar o que deve ou não ser feito, o que é possível ou impossível.
    Desculpe vir aqui só agora, tava uma correria e tinha uma porrada de BC´s atrasadas que acabei fazendo um post gigantesco! ahah.
    Jan, se todos fossem menos apegados ao livro impresso (eu assumo que sou, rs) e dessem valor aos e-books, tivessem a sua atitude de querer montar uma biblioteca virtual (aliás, eu também tenho uma, ou seja, gosto dos dois formatos), isto facilitaria demais a vida dos novos autores. E-books saem muito mais em conta financeiramente e o autor venderia mais e consequentemente seu trabalho ficaria mais conhecido.
    Sobre o que me perguntou de como adquirir o meu e-book, segue o link. Basta clicar em comprar ali embaixo que eles vão lhe levar a uma página para se cadastrar como leitora da editora (e, quem sabe, futuramente, escritora, por que não?)onde terá que preencher dados cadastrais básicos, tipo nome, endereço, entre outros. Depois vão lhe dar a escolha de pagar com boleto bancário ou cartão de crédito. Pelo que eu saiba, até na entrega o e-book é mais rápido, afinal, não depende dos Correios, um parceiro que comprou me disse que eles liberam o livro em formato PDF em umas 48 horas após o pagamento.

    http://clubedeautores.com.br/book/46946--11_NOITES_INSONES

    Não sabe o quanto me honra ao me fazer o padrinho de sua futura Biblioteca Virtual. :)

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Chris... a única coisa que pode se contrapor à minha fé no poder de Deus é o plano deste mesmo Deus... Ele poderia simplesmente ter impressionado os homens (através de 'celestais' efeitos de sons, luzes e cores...)para salvar a humanidade de si mesma. Mas Ele tinha outros planos... e assim
      JESUS nasceu... morreu... ressuscitou e está lá e cá... eu já pedi muito e muita gente já pediu comigo e por mim... continuo orando (ou rezando) e tenho recebido uma disposição incomum para viver dentro de limites bem... limitados;-)

      Quanto à minha biblioteca virtual, vou plantá-la aqui nesta minha casa no campo a primeira muda será seu 11 NOITES INSONES... aguarde!;-)

      Excluir
  5. Minha querida Jan,

    Demoro a aparecer pois meus Ticos e Tecos estão idosos e um pouco lerdinhos...mas a gente dá um jeitinho,né? O monstro apavorante pode ser combatido com a perseverança e a determinação,coisas que você tem de sobra, amiga querida.

    Bjsssss e uma linda semana,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih Leninha!;-)
      Além de "idosos" os meus estão desnorteados... mas não são "lerdinhos" assim como os seus também não parecem ser.
      E sempre saberemos dar aquele jeitinho, né?

      Excluir
  6. Oi, Jan!
    Que bom que as cores foram voltando. Como estão os Ticos e Tecos hoje? A Rosinha não está mais assustada não, está?
    Vai ter continuação escrita?

    Desejo-lhe tudo de maravilhoso
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesadelos são sempre assustadores, né Daiana!?
      Mas, no caso em tela, estou mais pra seu Titeco e a Rosinha... talvez seja você:-)))))
      Além do "monstro", acho que eu também acertei o alvo;-)

      Os Ticos continuam querendo 'segurar' os Tecos... quando (e SE) se derem as mãos, teremos "continuação escrita"... quando romanceei minha própria situação, assumi um compromisso moral com todas/os "Rosinhas" do mundo.
      Obrigada pelo seu comentário, minha lindinha!


      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE