PÁGINAS INDEPENDENTES

12 de jan de 2013

UM CAVALO E UM SONHO REALIZADO

Este post é uma reedição (atualizada...) da postagem publicada em 13/10/2012.
Talvez eu volte a fazer EQUOTERAPIA... por enquanto, estou impedida, mas VALEU!!!!!!
FOI ASSIM:

Certo dia, ao chegar na área reservada às sessões de equoterapia, o cavalo Bill (animal 'co-terapeuta') estava amarrado à cerca e sozinho, pois ainda faltavam alguns minutos pro meu horário.
Aproximei-me do animal e falei com ele:
- Cadê todo mundo? Será que não vamos trabalhar hoje?
Para minha surpresa, o animal desmanchou (com a boca) o laço que o prendia à cerca e tentou pôr a rédea na minha mão. Minha cuidadora, rindo, pegou a rédea e o prendeu novamente.
No minuto seguinte, o Condutor e a Fisioterapeuta chegaram e fomos trabalhar.
Ah! O Condutor não viu a cena e não acreditou quando reportei o ocorrido... mas não importa, o que importa é eu ter vivido aquela experiência maravilhosa!!!!!

Durante o tempo em que pratiquei equoterapia, apeguei-me muito ao Bill e, acredito, ele a mim: aquele cavalo foi um instrumento que Deus fez com que estivesse no lugar certo e na hora certa, para que eu pudesse realizar (do meu jeito especial...) o sonho de cavalgar ao ar livre, até o momento em que Ele permitiu que o Bill, através de uma violenta expressão corporal me "dissesse":
"- Basta!"



O sonho NÃO acabou!
Simplesmente, já o realizei.
Sinto apenas que, quando do "incidente", não pude abraçar o Bill e dizer:
OBRIGADA POR TUDO AMIGÃO! NÃO SE SINTA CULPADO.
Eu gostaria de ter o Bill sempre ao meu dispor... mas cavalo não é Pet. 
É, sim, um animal doméstico dito De Fazenda e a realidade é que eu não tenho uma fazenda.


18 comentários:

  1. Que linda historia Jan, animal é tudo de bom. Eu tinha um cavalo que se chamava Grilo, deu este nome a ele porque ele era um potro que pulava o tempo todo. Quando já maior ele dava um jeito e entrava pela porta da cozinha para pedir comida para a vovó.
    Quando estou triste brinco horas com meu cachorro, jogo bola e ele traz até minha pessoa, nunca o ensinei a fazer isso ele descobriu sozinho, eles são muito inteligentes só não falam.
    Parabéns pelo post muito lindo.
    Maravilhoso domingo. Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cavalos são animais especiais... parece que eles QUEREM se comunicar com a gente.
      Gosto muito de cachorros (tenho 4...)e de gatos (já tive 2...) e, conforme diz o Chris (aí em baixo) eu já tive um cavalo prá lá de especial, chamado BILL ;-)))))

      Excluir
    2. Com certeza Jan, Claro que sim amiga, eu tive o Grilo por pouquíssimo tempo, mas tive ele só para mim e você também, naquele momento que pessoa e animal se entende,então eles se pertencem. Quem pode garantir que o Bill não sente sua falta? Que lembre de seu cheiro?
      Beijinhos Jan.

      Excluir
    3. Verinha do céu!!!
      Meu lado vaidoso acha que o Bill sente minha falta, sim... mas meu lado "do bem" quer pensar que ele já esqueceu todas as cenouras que dei na boca dele (antes que proibissem...).

      Excluir
  2. A relação entre humanos e animais é transcedental, mesmo!
    Abraço, Jan!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sonia!
      "transcedental" é a palavra certa pra definir esta relação.

      Excluir
  3. Bom dia Jan.
    Eu acompanhei uma parte da sua trajetória com o Bill e tal como você, tenho o hábito de me apegar aos animais com que convivo.
    Ele foi parte importante de sua vida, você pode não ter uma fazenda, mas nem por isso ele deixou de ser seu pet durante o tempo em que estiveram juntos.
    Se puder retornar a equoterapia e achar que será o melhor para você, com certeza, lhe fará muito bem.
    Bom domingo.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chris!
      Obrigada por me lembrar que o Bill foi "meu" durante o tempo em que estivemos juntos.
      Valeu!

      Excluir
  4. Jan os animais fazem maravilhas por nós, a sua interação connosco é um bem precioso. Os sonhos realizados nos trazem paz e serenidade.
    Bom domingo
    beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!
      que bom ver que pensamos igual sobre isso: "os animais fazem maravilhas por nós, a sua interação connosco é um bem precioso." ;-))

      Excluir
  5. Mesmo estando quase na metade de janeiro, vim te desejar um feliz ano novo... Afinal o ano ainda está começando e com ele novos planos e sonhos! Que tudo se realize! E que seu blog seja cheio de coisas lindas a compartilhar.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Luciana!
      Sempre é tempo!!!

      Abração
      Jan

      Excluir
  6. Oi Jan!
    Sempre temos provas que os animais são seres especiais e que não estão por acaso em nossas vidas.
    Que lindo momento Bill lhe proporcionou!
    Beijos e uma maravilhosa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Magda!
      Realmente, "os animais são seres especiais e que não estão por acaso em nossas vidas".

      Eu sempre repito: se não fosse a cachorrada que tenho aqui, eu não aguentaria... só não posso levá-los a passear, pois se algum cachorro se aproximar eles brigam... cuidam de mim e querem me proteger com muita veemência;-)

      Excluir
  7. Também me apego aos animais e o cavalo, mesmo não sendo doméstico, sabe demonstrar carinho. Bill foi um bom companheiro e será "seu" enquanto você tiver ele em seu coração. Se puder retornar a equoterapia, volte sim!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Luma, o Bill é "meu", pois é parte da minha história de vida. Obrigada por me fazer lembrar disso!

      Abração
      Jan

      Excluir
  8. Essa interação é uma coisa que não conseguimos explicar um amor incondicional mesmo.

    ResponderExcluir
  9. É inexplicável e terapêutico, né Patricia!!!!

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE