PÁGINAS INDEPENDENTES

10 de jan de 2013

PENA DE MORTE. SIM OU NÃO?


Lembro de quando cursava Direito... o professor de Processo Penal fez essa pergunta e, em pé ao lado do professor, diante de toda a Turma curiosa para saber a opinião da "mãezona", solenemente eu disse:
-Não sei!
Senti o olhar acusador daquele professor e ouvi a reprimenda:
-"Um profissional de Direito tem que ter alguma opinião!".
...
Passado algum tempo, nós, alunos, fomos levados a presenciar uma sessão do Tribunal do Juri (juri popular). O réu era jovem e o crime fora assassinato numa briga de rua... estava lá sentado, cabeça baixa, mãos algemadas, um "guarda" de cada lado. Depoimento... testemunhas... deliberações e o veredicto: "CULPADO".
Familiares: alguns choravam e, assim, se abraçavam; outros comemoravam e, assim, se abraçavam.
O réu, que se levantara para ouvir a sentença, saiu cabisbaixo e levado pelos "guardas".
A cena foi leve (prum futuro profissional  do Direito assistir...).
Ali mesmo, formei ima opinião bem firme:
PENA DE MORTE: SOU CONTRA! DE CABEÇA E DE CORAÇÃO.
Acho que a JUSTIÇA não deve se igualar a assassinos e deliberar sobre a vida de qualquer ser humano.

OBS 1: Fiz especialização em Direito do Trabalho: É mais fácil lidar com o patrimônio das pessoas do que com a Vida delas.
OBS 2: Não sou Jurista, nem Advogada. Sou bacharel em Direito e acredito que  a chamada JUSTIÇA DOS HOMENS é necessária, apesar de ter falhas.
OBS 3: DIREITO PENAL??????Ih! É complicado demais pro meu coração...

19 comentários:

  1. Também sou contra a pena de morte. É verdade que há criminosos que se igualam a monstros mas acho que a melhor pena pra eles é a solitária. A justiça dos homens como vc falou é falha vai que vc condena à morte alguém inocente, que estava no lugar errado na hora errada? Outro dia vi um filme com o Russel Crowe que a esposa dele foi acusada de ter matado a chefe, mas o q na verdade tinha acontecido é q a arma do crime (um instintor de incendio) tinha sido deixada na frente do carro dela, e o q ela fez foi apenas tirar o instintor do caminho pra poder passar com o carro. Apesar de ser um filme, acredito q não está mt fora da realidade, e poderia ter acontecido. Imagine só se a moça fosse condenada à morte? Acho que apesar da justiça condenar o réu, ela devia reconhecer a própria falibilidade e não aderir à pena de morte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê, é complicado demais... qualquer reforma no sistema penal/prisional requer muito estudo e cautela.

      Particularmente, não acredito que a pena de morte seja implantada no Brasil... seria preciso ser frio demais... e o povo brasileiro é emocional demais.

      Excluir
  2. Jan, é muito importante para mim ler a posição de alguém que tenha maior noção sobre o assunto.
    Passei em Direito, pretendo ser advogado ou, quem sabe, juiz, mas antes de ficar "delirando" tem a OAB a ser encarada antes.
    Como disse em meu post, pareceu que eu não tenho realmente uma opinião formada, no entanto, ao escrever o texto e argumentar, comecei a perceber que sou mais do contra do que a favor.
    Ser a favor é não usar muito a razão em meu ponto de vista.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomo a liberdade de responder aqui, com licença, Jan...
      Chris,
      nem se importe agora com a OAB.Quando chegar a hora vc foca nisto e com tua capacidade e cultura o exame tá no papo.
      Parabéns pela aprovação.
      Bjos,
      Calu

      Excluir
    2. Oi Chris, oi Calu :-)))))))))) estou rindo de mim mesma... entendo o básico de Direito, mas faço uma confusão danada com informática... só agora "caiu a ficha"... eu insistia em que o blogger me desse outro espaço (logo abaixo do comentário do Chris) ;-)
      Empurrei você Calu?
      Chris, faço minhas as palavras da Calu.

      Excluir
    3. E eu estou aqui empurrando vocês duas! ahaha.
      Calu, obrigado pelas palavras, mas OAB continua sendo um tipo de "monstro" que me assombra de vez em quando, principalmente por ter uma pessoa da família que cursou e não passou... Não quero ter a mesma sina! ahahah.
      Muito obrigado também Jan!
      Virou um bate-papo aqui no seu blogue.

      => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

      Excluir
    4. "Virou um bate-papo aqui no seu blogue". E eu gostei Chris!!!!
      Quanto à OAB: Relaxe! Meus filhos passaram na 1ª vez e nenhum deles é gênio...;-)

      Excluir
  3. Concordo contigo em gênero, número e grau, Jan.Todas as histórias tem seus dois lados e até mais.Revolta e vingança não podem sobrepor-se à justiça, mesmo que falha.
    Cada caso deve ser avaliado e julgado com retidão e apena de morte exclui a possibilidade de revisão dos acontecimentos.
    Abraços,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Calu, pena de morte é muito definitiva para uma justiça... cega, né? kkkkkkkk

      Excluir
  4. Olá!Boa tarde!
    Querida Jan
    Sim...é verdade.!Polêmicos ou não,todos os profissionais de Direito tem que ter alguma opinião!Lembrando que, para os demais, o não sei, é uma opinião!
    se a aplicação da pena de morte produz conseqüências irreparáveis que impedem sanar qualquer erro judicial e eliminam qualquer possibilidade de reabilitação do processado... sou absolutamente contra.Ainda mais que, toda pessoa tem o direito inalienável de que se respeite sua vida, não podendo este direito ser suspenso por motivo algum ...Cabe a nós, tentar divulgar e lutar pelo nossos direitos.
    Penso que Políticas públicas de prevenção à criminalidade, uma saída para amenizar o problema da violência. O que também precisa ocorrer é a diminuição da impunidade.Leis mais severas contra crimes hediondos.
    Parabéns pela sua BC.
    Belo final de semana!
    Beijos
    ClicAki Blog(IN)FELIZ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário!
      É Felisberto, tem que ter opinião... mas a matéria PROCESSO PENAL estava no início e já queria expor uma opinião técnica, pois já estava na década DOS 40 ANOS rsrsrsrs.
      Na Faculdade, "desviei" o mais que pude de Direito Penal (e, principalmente, prisional...)
      Hoje tenho uma opinião baseada em critérios humanos e religiosos... mas é nisso mesmo mesmo que as leis DEVERIAM se basear.

      Aqui estou eu, colhendo novos subsídios para a questão ;-)

      Excluir
  5. Olá Jan
    Belíssimo post Jan,a pena de morte não é a solução, aqui que tem que ser pago, através de leis que funcione, colocar esses bandidos para trabalhar e não ter tantas regalias.
    Bom fim de semana, beijinhos.

    OBS:Todos da família me chamam de verinha,Vera Lucia é quando vovó brigava comigo,kkkkk

    ResponderExcluir
  6. Olá Verinha (prefiro assim, pois sei com quem estou conversando ;-) )!
    Trabalhar é bom... os "anjinhos criminosos" são muito ociosos...

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  7. Eu também sou contra, não daria certo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não seria solução prá nada, né Di?

      Excluir
  8. Jan tbm sou contra a pena de morte mas super a favor da prisão perpetua para crimes hediondos, e que algumas regalias tbm fossem abolidas o que vivemos hoje é uma vergonha.

    ResponderExcluir
  9. Pena de morte não mas leis mais severas que realmente faça o individuo pensar mil vezes antes de cometer crimes o que temos hoje é um sistema falho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leis mais severas e maior rigor no cumprimento de todas as penas...
      Seja bem vindo ao meu cantinho Waldir!

      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE