PÁGINAS INDEPENDENTES

7 de mar de 2013

CARTA A UMA MULHER




Esta postagem é a minha participação na Ciranda Interativa organizada pela parceira CALU e é, ao mesmo tempo, uma homenagem pessoal.
                               Lembra amiga????
                         Era o começo da década de '80...

Nunca vou esquecer aquela jovem mãe que apareceu lá em casa e encomendou uma roupa  para ela mesma e uma igual para sua filhinha de 3 anos... foi quando eu começava a confeccionar a nível doméstico, roupas de moleton, tecido do qual eu mantinha um pequeno estoque em casa.
Quando você foi buscar a encomenda, veio a proposta inesperada, junto com um comentário que demonstrava integridade e bom senso:
- “Quer ser minha sócia? Quero abrir uma confecção... eu não sei nem pregar botão, mas vendo qualquer coisa.”.
Analisei rapidamente a mulher na minha frente... a roupa bem “transada” (talvez um tanto fora do meu próprio estilo um tanto convencional e “certinho” demais...) mostrava uma personalidade marcante e muita  criatividade.
Conversamos seriamente, sentadas no meu sofá branco, onde almofadas coloridas de cetim contrastavam.
Ali mesmo alinhavamos uma sociedade. Ao sair, você se voltou pra mim  e comentou:
- “Seu apartamento está lindo... foi feito por decorador, né?”
- Foi...
- “Logo vi! Não se parece com você.”
Entrou no elevador e sumiu...
Nos dias seguintes costuramos firmemente o que já fora alinhavado, acertamos os detalhes burocráticos e, usando nosso crédito pessoal, abrimos uma microempresa, que cresceu bastante... e aí começou uma amizade, que foi muito além daquela empresa.

Nunca vou esquecer daquela tarde, quando você apareceu lá em casa e sentou-se em frente à minha cama (ocasião em que a doença neurológica “passeava” por mim...) e eu vi, no lugar daquela charmosa pinta, um cateter para facilitar a quimioterapia... aquela charmosa pinta transformara-se num tumor maligno... foi a última que nos vimos e, sem sabermos que se tratava de uma despedida, choramos juntas.

Mas, entre o começo e o fim, teve o meio.
O meio que me ensinou que a nossa casa deve ter a nossa cara.
Que diferenças não impedem um bom relacionamento.
Que nossa vida deve ser comemorada.

O meio que trouxe muitas alegrias e deixou boas lembranças.
Algum dia, vou estar com você e aí vai ficar, novamente,
 TUDO AZUL*
* (a marca registrada da nossa confecção)

40 comentários:

  1. Ai meu Deus, acabo de sair do blog da Calu com muita emoção à flor da pele e aqui ela aumentou tanto que meus olhos estão marejados!
    Que linda homenagem você fez à sua amiga tão querida, que acreditou em você à primeira vista e que criou uma coisa tão importante para seu crescimento profissional!
    Se existem espíritos, ela está vibrando de alegria neste momento.
    Parabéns por tão linda participação!
    E parabéns a você, mulher forte e corajosa!
    um beijo grande, carioca



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Beth, a Anne foi muito muito pro crescimento profissional... e pessoal também.
      Acho que percebeu meu potencial de força e coragem antes de mim...

      Excluir
  2. Jan,
    esta página repleta de amor emociona a cada linha de tuas revelações sobre esta amizade verdadeira, vívida, apesar de tudo.Duas mulheres guerreiras que palmilharam seus dias com confiança e firmeza nas atitudes.
    Tua amiga, donde está, te envolve na luz da linda amizade de vcs.
    Obrigada por tua tocante participação.Uma lição de força pra todas nós.
    Parabéns hoje e sempre.Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Calu!
      Há muito tempo eu esperava uma oportunidade para homenagear/rememorar essa amizade que Deus me deu... e a oportunidade veio através de vc.
      Obrigada por ser a pessoa certa!!!

      Excluir

  3. Olá Jan
    Emocionante sua homenagem à sua amiga.
    Muito bonita sua participação.
    Feliz dia das mulheres!
    Beijo
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lulu... seja bem vinda! Gosto gente nova cirandando por aqui;-)
      PARABÉNS MULHER!

      Excluir
  4. Oi Jan.
    Uma carta que emociona, que grandes aprendizados neste MEIO de convivência. Um amigo é sempre um presente de Deus.
    Meu carinho.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse MEIO de convivência foi mesmo uma dádiva de Deus, Verinha.

      Excluir
  5. Olá, querida Jan
    Diferenças não impedem um bom relacionamento se a gente tem por base Deus em nossa vida... lindo post!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Éramos pessoas bem diferentes... mas quando 'arregaçamos as mangas' no trabalho daquela confecção uniamo-nos num único interesse... acredito que aquela união de interesses fez nascer uma grande amizade, que Deus abençoou e fez crescer.

      Excluir
  6. Olá minha querida amiga!
    Belíssima sua homenagem, emocionante!
    Um grande ensinamento para todos nós.
    Desejo-lhe um "Feliz e iluminado Dia da Mulher"!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... a amizade durou uma vida...
      Meu "Dia da Mulher" tem sido bom. Que o seu tbem o seja!

      Excluir
  7. Ei Jan! dessa vez você me pegou desprevenida! Coração ficou fraquinho aqui...
    Quando temos uma amizade jovem, imaginamos que ela vai passar muitos anos do nosso lado. Infelizmente o tempo para Deus não é igual para todos, mas é certo que ela continua acreditando em você! Parabéns pela carta emocionante! Feliz dia!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma!
      Às vezes penso que Deus confia em mim mais do que eu nEle...

      Excluir
    2. Tenha certeza disso!! Ele te conhece mais que você mesma!! Confie! :)

      Excluir
  8. Que lindo Jan uma amizade assim é raro.
    Parabéns a vc e a todas as suas seguidoras pelo dia internacional da mulher.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É raro sim... e eu só precisei estender a mão pra pegar.

      Excluir
  9. Jan, que post emocionante, linda homenagem! Que Deus abençoe e que ela estaje em paz e tranquilidade onde estiver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não conheço nenhum motivo pra que ela não esteja bem.

      Excluir
  10. Obriga por deixar um recadinho no meu blog
    bjs LETICIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leticia, gosto muito do seu blog!

      Excluir
  11. A amizade é intemporáral e mesmo quando a presença fisica já não existe, ficam para sempre guardadas no nosso coração as lembranças dessa amizade. Uma homenagem sentida e plena de carinho.
    Bom fim de semana.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!
      Realmente, boas amizades perduram para além do tempo...

      Excluir
  12. Oi Jan,

    me emocionei ao ler as suas palavras...
    Linda a homenagem!
    Algumas pessoas sao realmente inesqueciveis!

    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anna, estava com saudade de te ver por aqui... sabe né?!?! "Saudade é coisa de brasileiro".;-)

      Excluir
    2. Anna, há tempo eu não te via por aqui.
      Sabe né... "Saudade é coisa de brasileiro".

      Excluir
  13. Olá!
    Jan
    Parabéns...
    me emocionei com o relato, também! Que Deus a tenha. Linda a homenagem.
    Durante toda nossa vida,
    muitas pessoas passam por nós,
    Mas somente algumas dessas pessoas,
    ficarão para sempre em nossa memória. São inesquecíveis.
    e nem preciso falar que gostei do nome da "confecção",né?
    Bom domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha vida tem permanecido muitas pessoas... algumas em corpo, alma e espírito... outras só em espírito... e, outras ainda, virtualmente...
      É que "eu sou chique, bem!" ;-)

      Excluir
  14. Oi, Jan. Estou lendo as cartas... cheguei na sua. Belíssima. Emocionante. Linda a homenagem à sua amiga. Que encantador o encontro de vocês. Obrigada por compartilhar. Bjs, Etienne.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nosso encontro foi, como diria a própria Anne, "dos Céus"... foi a domicílio...
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  15. Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
    com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
    Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais esteja à vontade, decerto que irei retribuir seguindo também o seu blog.
    Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Antônio!
      Obrigada pelas palavras elogiosas ao meu blog.
      Vou lá "conferir" o seu.

      Excluir
  16. Nossa Jan que carta linda..
    Que história... e que bela homenagem..
    Menina essa ciranda foi maravilhosa..
    Através dela podemos encontrar mulheres maravilhosas que de uma forma especial marcaram nossas vidas..
    Muito lindo mesmo o que escreveu..

    Beijo no coração e uma noite linda viu?

    ResponderExcluir
  17. Verdade Sheila, "essa ciranda foi maravilhosa.".
    Cada mulher guerreira homenageada e cada homenagem linda, né?
    Cada "cirandeira" é uma inspiração a mais...

    ResponderExcluir
  18. Olá, Jan.
    Bastante comovente o seu relato; nunca podemos saber quando pessoas que desconhecemos irão entrar em nossas vidas, tornarem-se nossas amigas e mudarem tudo para melhor.
    Se o convívio for breve ou duradouro, o que importa é o quanto ele significará para ambos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jacques!
      Seu comentário demonstra uma perfeita compreensão do fato.
      Obrigada por parada aqui.

      Excluir
  19. Jan,que amorosa sua carta!E como é bom poder expressar esse carinho ás pessoas!Uma linda e comovente homenagem a sua amiga!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anne, a carta foi escrita com muito amor, sim.
      Que bom que vc percebeu isto e veio me dizer.

      Excluir
  20. Jan,
    Nossa...Quanta emoção ao ler sua carta! Amigos...Realmente é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito...
    Um brinde a amizade!
    Beijos mil

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE