PÁGINAS INDEPENDENTES

8 de out de 2013

EDUCAR X DESEDUCAR (Comida não é brinquedo e nem arma)

Certa vez, almocei na casa de uma família amiga. O casal tem dois filhos (5 e 7 anos).
Sentados à mesa, comíamos e conversávamos alegremente... os meninos ficaram animados e sua brincadeira, que inicialmente consistia em risadas forçadas e troca de “cutucões”, passou a ser  “guerra de batatinhas”.
Foi então que o pai se levantou e gritou:
-“Com comida não se brinca! Quem não quiser comer, pode sair da mesa! Quem quiser comer, tem que respeitar a comida.”
Os meninos comeram as batatinhas... sem ter que pedir-lhes licença ;-)
Simplesmente alimentaram-se.

Infelizmente, nem todos os pais de família agem assim.
Seria muito bom  se nenhuma Rede de entretenimento usasse “tortas na cara” (e brincadeiras similares) como uma coisa engraçada. E, desgraçadamente,  a cena é bastante comum...

Sei que utilizam comida cenográfica e que o único objetivo é ser engraçado, mas não vejo graça nenhuma...
E fica o registro nas cabecinhas. 

14 comentários:

  1. Oi, JAN!
    Muito bem observado este detalhe de fazer da comida algo sem valor, pois que realmente quando vemos comida ou tortas jogadas nas caras televisivas pode até ser engraçado, mas se considerarmos que cenas assim influenciam o imaginário infantil a repetirem e não se comportarem como se deve à mesa.
    Nos tempos antigos, hora da refeição era sagrada, nem conversar era permitido, né mesmo?
    um super abraço carioca


    ResponderExcluir
  2. Fez muito bvem esse pai em não admitir isso! Sou durona nesse sentido também,. aliás, não suporto brincadeirinhas ridículas omo essas e LIMITES devem ser colocados! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Eu abomino qqr desperdício tbm Jan tem pessoas que não podem comer nada e alguns estragam por brincadeiras afff...

    ResponderExcluir
  4. Olá Beth! Olá Chica! Olá Patricia!
    Meninas, brincadeira com comida não tem graça nenhuma... fico indignada!

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  5. Bem a tempo, Jan, este alerta sobre respeito e bons modos.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Calu!
      A gente faz o que pode.
      Tomara que muitos leiam, né?;-)

      Abração
      Jan

      Excluir
  6. Olá!Boa noite
    Jan
    ...os pais devem sempre representar figuras de autoridade diante dos filhos, devem ser firmes , principalmente na imposição/ questão do limite ,bons modos e respeito,
    porém isto não necessariamente significa que desempenhem apenas funções punitivas. Os limites aprendidos pela criança, serão futuramente desempenhado na sociedade e retratado pelas leis.
    Também, acho uma "bobice" total essa brincadeira com comida, e o pior que o desperdício de comida, no contexto geral, (além dessa citada) ,caminha paralelo com o "problema da fome" mundial.
    Agradecido
    Bela sexta feira
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo "pessoal" caminha paralelo com o "social", né Felis?
      Costuma-se dizer que "o uso da casa vai à praça"... e é verdade.
      ;-)

      Abração
      Jan

      Excluir
  7. Oi Jan
    Muito bom! Assino embaixo! Com certeza as crianças de hoje em dia tem que ter limites, eu pelo menos procuro colocar nos meus filhos!
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana!
      Fico bem feliz com a sua concordância... e não é fácil impor os limites certos, né?

      Abração
      Jan

      Excluir
  8. Oi Jan :)
    Postagem muito oportuna.
    É uma grande idiotice brincar com comida.
    É preciso ter respeito e educação para com os alimentos.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí Clau!
      "uma grande idiotice brincar com comida."
      Simples assim ;-)

      Abração
      Jan

      Excluir
  9. Olá Jan,

    Você tem razão. É um entretenimento que causa péssima influência sobre as crianças. Ainda bem que há pais enérgicos para consertarem o estrago, embora isto nem sempre aconteça. E não seria justo privar as crianças de seus programas, né? O jeito é orientar e corrigir, impondo os devidos limites.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vera Lúcia!
      E como é difícil educar contrariando um exemplo midiático e 'engraçadinho', né?!?!

      Abração
      Jan

      Excluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE