PÁGINAS INDEPENDENTES

16 de fev de 2012

O POMAR

Ter passado a infância numa fazenda foi muito proveitoso, pois ali  foram semeados, em mim, alguns conceitos que, hoje sei, foram bem cultivados e ficaram bem enraizados. Conceitos de respeito pela Natureza.


Transpor a “porta do pomar” era fantástico.


A lembrança mais viva que trago da infância, transformou-se em versos publicados no meu primeiro livro (tiragem esgotada).
INFÂNCIA
Goiaba de comer do pé.
Da árvore grande na porta do pomar.
Árvore de subir, balançar, cair.
Goiabeira é casinha, circo, escolinha.
Goiaba! Gosto bom de lembrar.
Melhor do que goiaba...
Goiabeira!
Na porta do pomar.
Meu tio (marido da irmã da minha mãe) embrulhava cada fruta num saquinho de pano, para que não fosse bicada pelos passarinhos...
O “tio” era muito meticuloso e quando nós, as crianças de então, pedíamos alguma explicação, a resposta era cansativa... mas algumas atitudes dele respingaram em mim e captei...
Acredito que gostar de bichos seja genético... mas, CRESCI vendo respeito:
O “tio” punha saquinho nas goiabas...  nunca o vi usando agrotóxico e nem matando passarinhos.
Tínhamos muitos bichos, mas não havia nenhum engaiolado.
Bicho de estimação não se confundia com bicho doméstico.
E haviam plaquinhas por toda a fazenda: “PROIBIDO CAÇAR”.


ESTE POST HOMENAGEIA O
TIO ORANI,
QUE FALECEU AOS 94 ANOS.

6 comentários:

  1. Jan,

    Querida,

    Se a infância nos foi sublime, podemos dela tirar alimento para as noites longas e os dias mais gelados,

    Ah, pudêssemos levar mais daquela magia, ao longo da vida,



    Bjkasssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Lindo post! Lindo poema! Linda homenagem!

    Estava com muitas saudades daqui
    Um grande abraço, Jan

    ResponderExcluir
  3. Oi moça!
    :)

    De passagem, para colocar em dia as postagens, e te desejar um lindo e feliz feriadão.

    Fique bem, fique com Deus.

    Beijosssssssss,

    Cid@

    ResponderExcluir
  4. Nei com seus cadernos de desenhos com história completas, ficava em cima dele pra que terminasse logo, geralmente eu era a primeira a ler rs...privilégio meu!
    Nizinho com sua química: centrado, sério, O "tio" com suas locuções intermináveis mas todas com grande fundamento, hoje entendemos...A "tia" apaziguadora, chorona por decreto rs, Jandir e Auta, meus amores lindos, saudades sempre...Tércia e Jan primas que me acolheram com carinho, obrigada por tudo...Tia Nene, a vó Ne, qualidade ímpar, guerreira, tenaz..obrigada tia por tudo que me deu, por sua causa hoje sou que sou!!

    Que saudades...Apucarana anos 60 !!

    ResponderExcluir
  5. Van, minha querideza, as crianças aprendem muito vendo o que os adultos fazem, são nos exemplos que se miram. Abençoados sejam essas pessoas que passam pela nossa vida e serão sempre lembradas, mesmo depois de irem lá pra Cima pelos exemplos e este do seu tio, doce feito goiaba, fruta que eu amo!

    bjos estalados de carinho na bochecha!
    ;)

    ResponderExcluir
  6. Jan, minha flor
    Estou passando para dizer que tem selinhos para você no Roda Viva. Cada um carrega abraços e beijos de luz :D

    http://rodaviva-daiana.blogspot.com/2012/02/carinho-sem-fim.html

    Selos: 2, 3 e 5

    Desejo-lhe uma semana iluminada

    ResponderExcluir

QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!
PRETENDO RESPONDER AO SEU COMENTÁRIO...
SENTE-SE, TOME UM CAFEZINHO E CONVERSE COMIGO.

VOLTE SEMPRE